• Início
  • Mulheres no tatame: artes marciais e defesa feminina

Mulheres no tatame: artes marciais e defesa feminina

Saber como agir em situações de perigo sempre foi uma grande preocupação feminina. Em busca de um recurso que lhes desse um conhecimento mínimo de defesa, as mulheres invadiram o tatame e iniciaram-se nas artes marciais.

O Muay Thai e o Aikidô, por exemplo, ganham cada vez mais adeptas por proporcionarem técnicas de autodefesa valiosas e ainda garantirem melhoras na qualidade de vida e condicionamento físico, além de muita disciplina.

Longe de incentivar qualquer um a reagir a assaltos ou colocar-se em situações de risco, a proposta das modalidades de artes marciais na Trajano é de aumentar a autoconfiança do aluno e dar-lhe a noção de como se defender caso necessite (isso vale para ambos os sexos!).

O Muay Thai, arte marcial originária da Tailândia – também conhecida como Boxe Tailandês – trabalha punhos, cotovelos, joelhos, canela e pés. Por isso, traz muita agilidade ao aluno, além de ótima preparação física.

O Aikidô, por sua vez, modalidade japonesa desenvolvida pelo mestre Morihei Ueshiba, têm como principal objetivo a defesa. A ideia é redirecionar a força adversária ao invés de combate-la diretamente.

Além das artes marciais citadas, a Trajano também oferece aulas de Judô, Sanshou, Kung Fu, Karatê e Jiu Jitsu.

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *